segunda-feira, 28 de março de 2011

Deus é mais ativo no meio da Batalha.


                Por que todas aquelas grandes historias de respostas miraculosas de oração vêm das aldeias africanas ou das obscuras províncias chinesas? Por que parece que Deus é visivelmente ativo apenas no campo missionário? Alguém pode presumir que o drama milagroso é aumentado enquanto as historias passam de boca em boca, das distantes regiões para as nossas Escolas Dominicais. A grande razão, penso eu, é que Deus é mais ativo quando estamos nos esticando mais para alcançá-lo. Ele se estica quando nós nos esticamos.
                Pense nos exemplos clássicos: Por que George Müller encheu um caderno com registros de respostas a orações especificas, na complacente Inglaterra vitoriana? Ele estava procurando suprir as necessidades de dois mil órfãos. Como pôde Hudson Taylor, no mais remoto recanto da China, registrar tais experiências inspiradoras sobre receber exatamente provisões ou os funcionários necessários, sem fazer sequer um apelo à qualquer ser humano? Ele estava se esticando para levar o evangelho aonde ele nunca fora pregado. Por que o contrabandista de Deus, Brother Andrew, teve uma tal abundância de respostas dramáticas a suas petições? Ele achava-se completamente entregue a uma missão: introduzir Bíblias atrás da cortina de ferro. DEUS É MAIS ATIVO NO MEIO DA BATALHA.

( If Only God Would Answer – Steven Mosley)

sexta-feira, 25 de março de 2011

Me deixe ser o seu tudo

video

Quando você estiver perdido e totalmente sozinho
Eu serei o sei caminho certo para casa
Quando você estiver abandonado no frio
Eu serei o seu abrigo na tempestade
Quando você estiver encoberto por suas duvidas
Quando você estiver cercado e sem saída
Eu vou ser tudo aquilo que você precisa
E eu estou aqui para o que pedir
Sim

Me deixe ser o seu tudo
Me deixe ser o seu tudo
Veja tudo o que eu posso te dar
Em troca do que você tem
Me deixe ser o seu tudo

Quando você estiver errante pela escuridão
Eu serei a luz que irá te guiar
E quando a morte te esperar a porta
Eu serei a vida dentro de você
Quando você enfrentar seus piores medos
Quando você não puder ver além das lágrimas
Eu estarei aqui ano após ano
Pacientemente esperando
Aqui dizendo

Me deixe ser o seu tudo
Me deixe ser o seu tudo
Veja tudo o que eu posso te dar
Em troca do que você tem
Me deixe ser o seu tudo

Então traga a sua tristeza, traga sua vergonha
Todos os seus sofrimentos e dores
Você não sabe o preço que é pago
Se você só me deixar ser

Nem a altura, nem profundidade, nem vida, nem morte
Os anjos acima ou os demônios abaixo do mar
Poderão separar você do
Amor em mim, então você não vai

Me deixe ser o seu tudo
Me deixe ser o seu tudo
Veja tudo o que eu posso te dar
Em troca do que você tem
Me deixe ser o seu tudo

quarta-feira, 23 de março de 2011

Confessar ou não o meu pecado?


           O pecado necessita de ser confessado. Enquanto não o confessamos ele nos consome, nos envelhece, nos destrói. Davi disse no salmo 32: “Enquanto eu me calei, envelheceram os meus ossos...”. O pecado tem o poder de nos consumir e nos afastar de Deus. Enquanto estivermos calados em relação a ele, enquanto não confessarmos estaremos sujeitos as suas consequências. Deus é nosso Pai e Ele nos perdoa e nos ensina. Não contar a Ele sobre os seus pecados te deixa a mercê do diabo e das consequências do pecado.
Imagine uma criança brincando com seus amigos, ai sem querer ele chuta a bola na janela do vizinho e quebra a janela. Ele corre e se esconde e o vizinho que teve a janela quebrada não consegue ver quem o fez. Então ele pensa: “Ufa!! O moço não me viu, ninguém vai saber que fui eu quem quebrou a janela, minha mãe não precisa saber”. Porém a criança ao chegar em casa da de cara com seu irmão mais velho, e ele diz assim: “Eu vi o que você fez hoje, eu vi que você chutou a bola na casa do vizinho e quebrou a janela dele, e é melhor você fazer tudo o que eu mandar você fazer se não quiser ser dedurado”. E ai? Nós fazemos da mesma forma com nossos pecados. Nós os fazemos e achamos que ninguém está vendo, então não precisamos contar a ninguém, podemos ficar na nossa. Mas o diabo viu, e ele vai nos chantagear, vai nos atormentar e vai cobrar o preço do nosso pecado. Aquela criança poderia muito bem evitar as chantagens do seu irmão mais velho, era só contar para sua mãe, ela entenderia que foi sem querer, daria uma pequena bronca, falaria para a criança tomar mais cuidado da próxima vez, mas depois resolveria a situação.
          Da mesma forma, nós podemos muito bem evitar as consequências da chantagem do diabo e as consequências mais pesadas do nosso pecado. Veja que em momento algum eu disse que você não enfrentaria a consequência dos seus atos. A criança ainda levaria uma bronca e a mãe ainda teria que pagar a janela, mas aquela criança não seria mais atormentada pelo seu irmão mais velho. Assim será com você, comigo, com todos, que após pecarem confessarem seu pecado a Deus. Não estaremos livres das consequências de nossos pecados aqui na terra, mas das consequências espirituais sim. Além de não recebermos o salário do pecado, que é a morte, também estaremos limpos diante de Deus e o diabo não pode mais nos chantagear. Ele vai tentar, mas nós sempre podemos virar pra ele e falar: “Eu já contei pra mamãe que fui eu quem quebrou a janela do vizinho. Ah e contei também que você tentou me chantagear, acho melhor você ir conversar com ela”.
 
                       Ana Bárbara de Oliveira (Babá)

terça-feira, 22 de março de 2011

Os nomes de Deus

     Ele também é Jeová-Nissi, o Senhor é minha bandeira.
     No calor da batalha os soldados, assustados, separam-se de seus exércitos. Por esta razão, uma bandeira é levada ao conflito e, se um combatente se achar sozinho a bandeira hasteada assinalará a segurança. Quando os amalequitas atacaram os israelitas, Moisés subiu a montanha e orou. Enquanto suas mãos estavam levantadas, os israelitas prevaleciam. Porém, quando suas mãos baixavam, os amalequitas venciam. Moisés não era tonto. Manteve as mãos levantadas. Os israelitas venceram, os amalequitas correram e Moisés ergueu um altar para Deus e gravou numa pedra um novo nome: Jeová-Nissa - o Senhor é minha bandeira. (Ex 17.8-16).
      Há poucos nomes de Deus, que lhe descrevem o caráter. Estude-os, pois num certo dia você poderá precisar deles. Deixe-me mostrar-lhe o que quero dizer:
      Quando estiver confuso quanto ao futuro, vá ao seu Jeová-Raá, seu Pastor amoroso. Quando se achar ansioso quanto à provisão, fale com Jeová-Jire, o Senhor que provê. Seus desafios são grandes demais? Busque a ajuda de Jeová-Shalom, o Senhor é a paz. Seus corpo está enfermo? Suas emoções estão frágeis? Jeová-Rafa, o Senhor que cura, irá vê-lo agora mesmo. Você se sente como um soldado abandonado atrás das linhas inimigas? Refugie-se em Jeová-Nissi, o Senhor é minha bandeira.
      Meditar sobre os nomes de Deus faz você recordar o caráter de Deus. Pegue estes nomes e esconda-os no coração.  

(A Grande Casa de Deus – Max Lucado)